Sindicato dos Servidores esclarece comentários falsos veiculados

Sindicato dos Servidores esclarece comentários falsos veiculados

legenda: Proximidade das eleições na entidade já faz surgir desavenças

Fonte da Foto: Internet

O Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos Municipais de Avaré e Região enviou nota à imprensa na tarde de terça-feira (5), com intuito de destacar as ações que a entidade vem realizando nos últimos meses.

Nota informativa

Diante da proximidade das eleições para a direção do Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos Municipais de Avaré e Região e devido aos constantes comentários falsos espalhados por uma pessoa específica, gostaríamos de salientar algumas considerações:

- Os salários dos diretores do sindicato são pagos diretamente pela Prefeitura e os valores estão à disposição de todos os interessados no Portal da Transparência de Avaré (http://transparencia.avare.sp.gov.br/);

- O sindicato continua aguardando a manifestação de processo impetrado junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo referente aos atrasos constantes no pagamento dos salários;

- A acusação de desvio de verba feita no ano de 2016 foi devidamente analisada e, conforme laudo da empresa responsável, não passou de conversa para denegrir a imagem da atual direção. Desse processo, no entanto, o que há de real é a expulsão de um dos então diretores, SILSON COIMBRA, do quadro de associados por acusações infundadas;

- Nossa assessoria jurídica conta com 140 ações ajuizadas no Fórum de Avaré e outras 25 junto à Procuradoria do Município, todas aguardando manifestação dos responsáveis;

- Quanto ao processo que penalizaria 30 motoristas, o sindicato foi decisivo para que o atual Governo recolhesse as ações e iniciasse uma análise minuciosa, caso a caso, para evitar injustiças;

- Também lembramos que a liberação da folha de pagamentos no Portal da Transparência apenas foi possibilitada por ação impetrada pelo sindicato, por meio de seu departamento jurídico.

Estamos realizando movimentos constantes, apesar destes não serem popularescos, em favor dos trabalhadores da Prefeitura. Antes de apontarem a responsabilidade de atos a quem quer que seja, verifiquem se os mesmos são reais e condizem com a verdade, além de perceber se a pessoa que os apregoa tem idoneidade de caráter.

DA ASSESSORIA

Veja Também