Mãe vê sinais de violência sexual em filha de 2 anos e pai pode ser o abusador

Mãe vê sinais de violência sexual em filha de 2 anos e pai pode ser o abusador

legenda: A identidade do acusado ainda não foi revelada e as investigações estão progredindo

Fonte da Foto: Internet

Um caso de estupro de vulnerável foi registrado pela Polícia Civil de Botucatu no último sábado (18/05). Consta no B.O que após separação do casal o pai ficou com a guarda da filha de apenas 2 anos.

A mãe que mora fora de Conchas veio visitar a filha, e ao dar banho na criança a filha reclamou de dores na região  genital. Segundo consta no Boletim de Ocorrência, a mãe levou a criança até uma amiga enfermeira do hospital de Conchas que constatou vermelhidão no local e, posteriormente,  aconselhou a mãe a levar a criança até a UNESP.

Perguntada sobre a dor e dos sinais na região genital, a criança teria dito que era "porque o papai mexeu aqui". Chegando ao local os médicos também contataram vermelhidão na região genital da criança. Assim sendo, a GCM de Botucatu foi chamada para registrar suposto estupro de vulnerável.

Um B. O foi aberto na Polícia Cívil de Botucatu, a criança foi encaminhada ao IML – Instituto Médio Legal - para confirmação do estupro. O pai da criança só poderá ser preso se a perícia do IML constatar o estupro. A identidade do acusado ainda não foi revelada e as investigações estão progredindo.

Com informações do site https://ocubonoticias.wixsite.com

Compartilhar:
Guardião
Pilates
Veja Também