Famosa dupla sertaneja teria sofrido suposto atentado em Itaí

Famosa dupla sertaneja teria sofrido suposto atentado em Itaí

legenda: Crimes de ameaça, calúnia e difamação envolvem dupla sertaneja e agropecuarista em Itaí

Fonte da Foto: Reprodução/A Comarca

A Polícia Civil de Itaí registrou dois boletins de ocorrência na última segunda-feira, 7, e um inquérito policial deverá ser aberto para apurar os crimes de ameaça, calúnia e difamação envolvendo a famosa dupla sertaneja Duduca e Dalvan e o agropecuarista Antonio Carlos de Souza, 39, dono de uma propriedade rural na cidade.

O caso ocorreu na tarde de sábado, dia 5, e embora as partes envolvidas tenham procurado à polícia somente na segunda-feira, um vídeo foi gravado pelos artistas e postado em redes sociais contendo a versão deles.

Ivan de Almeida Ferreira, o Duduca, de 42 anos, e João Gomes de Almeida (Dalvan), 67, acusam o agropecuarista de ameaçá-los com uma espingarda. No BO, de acordo com o depoimento da dupla, consta que eles foram levados até uma fazenda em Itaí, por meio de contratantes, onde houve “uma breve discussão com o dono que passou a fazer ameaças utilizando de uma espingarda; afirmam ainda que saíram do local em fuga e o agressor passou a segui-los com uma caminhonete”.

A dupla disse ainda que só compareceu para prestar queixa na segunda-feira devido a compromissos (shows) e também por orientação de advogados.

OUTRO LADO – Já o suposto agressor, Antônio Carlos de Souza, também, procurou a Delegacia de Polícia de Itaí onde prestou queixa por calúnia e difamação contra a dupla.

Em depoimento o agropecuarista afirma que estava em sua fazenda quando a dupla chegou acompanhada de outras pessoas. “Anteriormente, um amigo disse que a dupla almoçaria na fazenda e passaria a tarde lá, ocasião em que a dupla iria dar uma ‘palhinha’... após algum tempo em que Duduca e Dalvan já se encontravam na fazenda, a vítima (o dono da fazenda) pediu para que eles cantassem algo, ocasião em que Dalvan de maneira rude disse “se quiserem ouvir alguma música, vão no show’”, são informações constantes do boletim de ocorrência onde o agropecuarista também afirma que “em momento algum ameaçou a dupla”.

REDES SOCIAIS – O vídeo (reproduzido ao final desta matéria) postado pela dupla Duduca e Dalvan contém muito mais detalhes do que teria ocorrido na fazenda, segundo a versão de ambos. Uma foto do suposto agressor também foi veiculada junto com o vídeo em redes sociais, onde ele aparecesse empunhando uma espingarda.

Em sua defesa, na delegacia, Antonio Carlos declarou que foi vítima de calúnia e danos morais pelo vídeo postado na rede social Facebook da dupla, e que a fotografia mostrada foi tirada no ano de 2018, onde ele aparece empunhando um simulacro de uma espingarda. 

Fonte: Jornal A Comarca

 

 

 

 

Compartilhar:
Guardião
Veja Também