Adolescente agredida a pauladas diz que sofre bullying na escola

Adolescente agredida a pauladas diz que sofre bullying na escola

legenda: Delegacia de Defesa da Mulher está investigando o caso

Foto Fonte: Reprodução

A adolescente de 16 anos que denunciou uma agressão a pauladas sofrida em frente de uma escola estadual de Avaré afirmou que sofre bullying por uma colega de sala e o homem que a agrediu seria o tio dessa estudante.

De acordo com o boletim de ocorrência, o caso ocorreu na segunda-feira (18). A adolescente relatou que se envolveu em uma briga com a aluna e que a discussão continuou em frente da escola. Porém, um homem surgiu na confusão e a agrediu com pauladas na altura do pescoço e rosto. Em seguida, ele fugiu do local.

“Depois que tive crise de ansiedade ela começou a falar que eu era louca, que eu não podia estar lá. Além de louca, ela me chamava de nomes feios, nomes ofensivos. Eu falei com as professoras e nenhum deu bola. Ficou eu e meu namorado no meio de uma roda inteira de homens com pau e ferro na mão. Tinha bastante gente da escola lá também", afirmou.

O caso foi registrado como lesão corporal e está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Avaré.

Ainda segundo a polícia, o laudo que comprova as agressões deve sair nos próximos dias e a adolescente vai ser ouvida para saber se vai dar queixa contra o agressor.

Em nota, a Diretoria de Ensino de Avaré esclareceu que a equipe da escola realizou mediação entre as alunas antes do ocorrido. Assim que teve conhecimento do episódio, acionou os responsáveis pelas alunas.

De acordo com o órgão, os pais da aluna agredida optaram por transferir a jovem de escola.

Além disso, a equipe gestora juntamente com os professores realizam periodicamente ações pedagógicas que reforçam a importância do respeito ao próximo. O Conselho Tutelar acompanhará o caso.

FONTE: G1 DE ITAPETININGA

Compartilhar:
Veja Também
Guardião