Relembrando o querido Padre Jacob Augustyn

Relembrando o querido Padre Jacob Augustyn

legenda: No transcurso dos 10 anos de sua morte

Fonte da Foto: O Victoriano

Neto de poloneses e filho de Maria e Francisco Augustyn, ambos lavradores, Jacob Augustyn era paranaense de Campo Largo, município da região metropolitana de Curitiba (PR), onde nasceu em 3 de julho de 1930.

Ainda criança trabalhou, junto de nove irmãos, ajudando os pais no cultivo de milho, feijão e aveia. Fez seus primeiros estudos no Colégio Sagrada Família e aos 11 anos ingressou no Seminário São Gabriel da Virgem Dolorosa, dos Padres Passionistas, em Osasco (SP).

Cinco anos depois tornou-se noviço em Curitiba, tendo em seguida cursado filosofia no Seminário de São Carlos (SP) e teologia com os Padres Passionistas na capital paulista. Afastou-se dos estudos em 1954, quando decidiu se dedicar ao magistério. Por mais de 20 anos morou em São Paulo lecionando português, francês e latim.

Em 1983, novamente o chamado divino voltou a tocar o seu coração. Optou por voltar ao seminário e foi aceito na Arquidiocese de Botucatu, onde concluiu o curso teológico e foi ordenado sacerdote no dia 15 de dezembro de 1984, pela imposição das mãos de Dom Vicente Marchetti Zioni, na Catedral Metropolitana, aos 54 anos de idade.

Atuou antes de se fixar em Avaré, na Paróquia do Senhor Bom Jesus, de Ourinhos, como Vigário Paroquial. Foi também o primeiro pároco de Sarutaiá e da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida, de Santa Cruz do Rio Pardo. Discreto e tranqüilo, a partir de novembro de 1990 passou a cooperar com o Padre Paulo Goecke.

___________________

Pároco de São Benedito

Com a morte do Padre Goecke, o Arcebispo Dom Antonio Maria Mucciolo designou, mediante provisão, o Padre Jacob Augustyn para a função de Administrador Paroquial em 27 de março de 1992. A partir de então ele se empenhou para manter as tradições paroquiais e as celebrações costumeiras.

Nos dias 10, 11 e 12 de julho o arcebispo fez a Visita Pastoral, período no qual, conforme anotou no Livro-Tombo, decidiu nomear Padre Jacob como pároco de São Benedito. “O povo é quem me fez este pedido diante de suas virtudes e de sua humildade”, destacou Dom Antonio, que também se reuniu com o Conselho Administrativo, à época, composto por Pedro Lopes, presidente; Paulo Jobert, secretário; Antonio Carlos Innocente, 1º tesoureiro; Eduardo Teixeira, 2º tesoureiro, e pelos conselheiros Sergio Barreira e Geraldo Rossito.

No fim de 1995, Padre Jacob mobilizou a comunidade e obteve mais de dez mil assinaturas para reivindicar que o município passasse a ter uma torre retransmissora dos sinais da Rede Vida de Televisão, a primeira emissora de inspiração católica do país. Em setembro de 1996, por decisão do Prefeito Miguel Paulucci, paroquiano de São Benedito e neto de Benedito Ferreira da Silva, um dos benfeitores da paróquia, houve uma cerimônia no Largo São Benedito para inaugurar o marco inicial da retransmissão da Rede Vida em Avaré.

_____________________________

Fundador da Paróquia de São José

Desde quando havia assumido a paróquia o Padre Jacob renovou o compromisso assumido pelo Padre Paulo e apoiou as obras de construção da Igreja de São José, no Conjunto Habitacional Padre Emílio Immoos. Houve meses em que ele próprio nem retirou o seu salário em função dos elevados gastos desse empreendimento.

Finalmente, em 31 de maio de 1998, por expressa decisão do Arcebispo, estando pronto o conjunto de obras planejadas, ocorreu a cerimônia solene da ereção canônica e instalação efetiva da Paróquia de São José.

Satisfeito com a conquista, o Padre Jacob repetia ter valido a pena os esforços nesta causa para melhor atender espiritual e pastoralmente a comunidade católica da Zona Norte da cidade. Houve então o desmembramento de grande parte do território da Paróquia de São Benedito para a formação da nova comunidade paroquial.

“Agindo como uma mãe que às vezes esquece de si em favor de um filho, a nossa Paróquia maternalmente investiu na Igreja de São José aproximadamente R$ 200 mil para erguer o novo templo, as salas de catequese, o salão e a casa paroquial. O custo total ultrapassa os R$ 360 mil. São 1.425 metros quadrados que servirão para atividades religiosas, comunitárias e sociais. Houve ajuda inicialmente dos católicos alemães, através do saudoso Padre Paulo, mas essa obra é fruto do espírito comunitário da Paróquia de São Benedito”, destacou o pároco.

_________________________

Criador da Festa da Primavera

Realizada pela primeira vez e com êxito, no Largo São Benedito, a Festa da Primavera, em novembro de 1999, mobilizou a comunidade como um todo, capitaneada pelo Padre Jacob. “A comunidade reunida também nos momentos alegres e de lazer.

Várias Pastorais e Movimentos participaram, muitos paroquianos prestigiaram, os avareenses compareceram”, lembrou, gratificado, o pároco. Nos anos seguintes, o evento passou a fazer parte do calendário anual da Paróquia.

________________

Cidadão Avareense

Por unanimidade a Câmara de Vereadores concedeu o título de Cidadão Avareense ao Padre Jacob Augustyn, por meio do Decreto Legislativo nº 131/2001. A Sessão Solene teve lugar na sede social da Associação Athletica Avareense na noite de 7 de dezembro de 2001, sob a presidência da vereadora Marialva Biazon.

“Prosseguindo o apostolado de seu antecessor, Padre Paulo Goecke, o nosso querido Padre Jacob dirigiu e motivou os trabalhos para a construção da igreja de São José, no Jardim Vera Cruz, hoje transformada em Paróquia. Ali coordenou as obras de construção da atual Matriz, do amplo e moderno salão paroquial e da residência do pároco”, destacou o vereador Marcelo Ortega em sua justificativa. E acrescentou: “Nos últimos anos, com apoio de seus paroquianos e amigos, apoiou a promoção da Festa da Primavera, evento que mobiliza a cidade de Avaré no mês de novembro, através de atrações artísticas em meio à grandiosa quermesse organizada no pátio do Largo São Benedito. Por seu zelo, dedicação e modéstia, o pároco de São Benedito já conquistou o respeito e a gratidão da comunidade avareense”.

Em fevereiro de 2004, tendo em vista o peso da idade, Padre Jacob pediu ao arcebispo para dispensá-lo das funções de pároco. Atendido, ele permaneceu como vigário paroquial até 22 de maio, quando recebeu convite de familiares e se mudou para Curitiba (PR).

Dois anos depois, a 15 de março de 2006, Padre Jacob faleceu no Hospital da Misericórdia de Botucatu. Foi velado na igreja matriz de São Benedito, onde várias missas foram celebradas com muita participação popular. A concelebração de exéquias deu-se às 11 horas do dia 16, reuniu dezesseis sacerdotes, os quais em seguida acompanharam o sepultamento no Cemitério Municipal.

Em 2009, seus despojos foram trasladados em urna apropriada e acondicionada em área próxima da entrada principal da igreja de São Benedito, onde a sua memória desse inesquecível sacerdote é devidamente cultuada.

___________________

Trechos extraídos do livro “Em louvor a São Benedito – 100 anos da devoção em Avaré”, de Gesiel Júnior, Editora Gril, 2016

Compartilhar:
adalgisa e toninho
Pilates
mensagem leo diego e carla
Veja Também