Encontro de ossada abre caminho para elucidar crimes de homicídio e ocultação de cadáver

Encontro de ossada abre caminho para elucidar crimes de homicídio e ocultação de cadáver

legenda: Restos mortais podem ser de trabalhador rural que está desaparecido há mais de um ano e meio; segundo policias civis de Piraju, responsáveis pela investigação, dois homens são suspeitos do crime, um deles irmão da vítima

Fonte da Foto: Assessoria de Imprensa Polícia Civil

Na tarde de quinta-feira, 25/7, policias civis de Piraju encontraram uma ossada humana numa cova rasa em um sítio na cidade de Sarutaiá. O trabalho de investigação desses agentes revelou que os restos mortais podem ser de um trabalhador rural de Piraju que está desaparecido desde janeiro do ano passado. A comprovação da identidade ainda depende de exames específicos.

Segundo a Polícia Civil, as investigações apontam que o desaparecido foi assassinado e o principal suspeito é irmão dele. Outro envolvido no crime, de acordo com a investigação, seria amigo da família da vítima. Ambos prestaram esclarecimentos e trocaram acusações pela responsabilidade no homicídio e na ocultação do cadáver do lavrador.

Os investigadores já trabalhavam com a hipótese do irmão da vítima ter sido o autor do crime. Existiam fortes rumores no município de Piraju de que ele havia cometido o assassinato, contudo, nenhuma testemunha se apresentou à Polícia da cidade para prestar depoimento ou fornecer alguma informação ou elementos de prova que corroborassem com essa versão dos fatos.

Após ser preso pelo não pagamento de pensão alimentícia, o suspeito revelou que um amigo em comum matou seu irmão por meio de “pauladas e golpes de faca”. Depois, teria ocultado o cadáver no sítio em Sarutaiá, local onde ele trabalhava e morava havia bastante tempo. Entretanto, negou ser o mandante e não esclareceu nada sobre a motivação do homicídio.

Após o relato do irmão da vítima, os policiais conseguiram localizar o outro suspeito, morador de Piraju. Ele foi ouvido e atribuiu o assassinato e a ocultação do cadáver ao irmão da vítima. O acusado também negou qualquer participação no crime, seja como mandante ou executor.

As buscas tiveram início em local indicado por um dos envolvidos, em uma grota da propriedade rural. Os policiais e alguns voluntários trabalharam na remoção de terra e matagal. Alguns instantes depois encontraram a ossada. Junto aos restos mortais também havia resíduos de roupas.

Uma equipe do Instituto de Criminalística de Avaré realizou a perícia do local. O Instituto Médico Legal da cidade também foi acionado. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Sarutaiá, que ficará responsável pelo prosseguimento das investigações. Até o momento nenhum dos envolvidos teve prisão preventiva ou temporária decretada.

Compartilhar:

Fotos Relacionadas

adalgisa e toninho
Pilates
mensagem leo diego e carla
Veja Também