Audiência da Alesp apontou a saúde como prioridade

Audiência da Alesp apontou a saúde como prioridade

legenda: Evento aconteceu na Câmara de Avaré na última segunda-feira

Fonte da Foto: O Victoriano

A Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa realizou Audiência Pública na segunda-feira (04) na Câmara de Vereadores de Avaré. O evento contou com a participação de vários políticos da região, entre prefeitos e vereadores, além de representantes de entidades de classe e população em geral.

A audiência foi presidida pelo deputado estadual Welington Moura e contou com a presença dos deputados Fernando Cury e Edson Giriboni. Também estiveram presentes o presidente da Câmara de Avaré, Toninho da Lorsa e os vereadores Marialva Biazon, Flávio Zandoná, Cabo Sérgio e Jairinho do Paineiras, que compuseram a mesa ao lado de Ronaldo Guardiano, secretário da Administração, que representou o prefeito Jô Silvestre.

“Nós temos o objetivo de aprimorar a proposta de lei orçamentária do ano de 2018, que é chegado até nós deputados através da Assembleia na Comissão de Finanças e é por isso que é muito importante que toda população, prefeitos, secretários, entidades, associações estejam presentes e possam trazer agora as suas necessidades” – disse o deputado Wellington Moura.

Em votação, as prioridades escolhidas pelos presentes para a região foram saúde (21%), educação (18,5), assistência social (6%) e trabalho (6%).

O represente da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), Ricardo Marques, destacou que o orçamento seja construído com reposição salarial dos funcionários da educação em 24%, implantação de quadras esportivas cobertas em todas as escolas e implementação de laboratório de informática, ciências físicas, químicas e biológicas nas unidades escolares do estado.

O vereador Alessandro Rios destacou as condições da estrada da Barra Grande, que tem um fluxo muito grande de veículos e é caminho utilizado por mais de 300 funcionários da Penitenciária II de Avaré.

"É um trecho pequeno, de apenas 5 quilômetros, onde necessita de um recapeamento emergencial e que também não tem acostamento. Segundo estatística nacional aponta que morrem de 50 a 60 mil pessoas nas estradas, 4 vezes mais do que na guerra” – disse o vereador.

O secretário do Meio Ambiente de Avaré, Judésio Borges, também usou a palavra e pediu a retirada do amianto que está abandonado na cidade e o combate à erosão no Parque Terezinha de Freitas.

Também foram realizadas diversas outras solicitações nas áreas da saúde, assistência social, equipamentos e serviços. 

Compartilhar:

Fotos Relacionadas

Guardião
Veja Também